A PSP vai instaurar ainda esta quinta-feira um processo disciplinar e suspender preventivamente o agente detido pela Polícia Judiciária por suspeitas de rapto, ofensas à integridade física qualificada e extorsão agravada.

“A Policia de Segurança Pública instaurará, ainda hoje, o devido processo disciplinar e nesse âmbito será ainda determinada a medida de suspensão preventiva ao polícia em questão”, refere a direção nacional da PSP, em comunicado.

Segundo a PSP, o agente detido, de 26 anos, prestava serviço na divisão policial de Sintra.

A PJ deteve o agente da PSP e outro homem, que ficaram em prisão preventiva após primeiro interrogatório judicial, por suspeitas de rapto, ofensas à integridade física qualificada e extorsão agravada.

De acordo com a PJ, a investigação, muito recente, teve início logo depois da libertação da vítima raptada, que foi intercetada na via pública e transportada para outro local, sob constante ameaça e grande violência física, tendo como fim a extorsão de uma quantia monetária a uma outra vítima.

A Polícia Judiciária refere que as ameaças e a violência foram concretizadas mediante o recurso a arma de fogo, utilização de bastão e spray, que foram apreendidos durante as buscas.

O agente da PSP e o outro homem foram detidos pela Unidade Nacional Contra Terrorismo da PJ, num inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra.

A detenção do polícia suspeito foi previamente coordenada com a PSP.

/Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui