Este ano o tabaco, as bebidas açucaradas, as portagens, as rendas e o IMI vão estar mais caros.

Já costuma ser um clássico. A 1 de janeiro há sempre um aumento de preço em produtos ou serviços.

A começar pelo tabaco que, em 2017, vai ter um aumento de 10 cêntimos por maço, mas só a partir de fevereiro. Até lá ainda há stocks ao preço do ano anterior. Por outro lado, os cigarros eletrónicos vão ser mais baratos: o preço desce para metade (30 cêntimos por mililitro de líquido com nicotina).

Juntam-se à equipa dos aumentos as bebidas açucaradas. Graças ao novo imposto, uma garrafa de 1,5 litros pode ficar 30 cêntimos mais cara. Só para comparar, o Imposto sobre Bebidas Alcoólicas que incide sobre as cervejas aumenta apenas cerca de 3%.

Na estrada, o aumento vai fazer-se notar nas portagens. O Governo garante que apenas um quinto das portagens sofre alterações. No entanto, na A1, uma viagem Lisboa-Porto vai custar mais 35 cêntimos e viajar na A2 entre a capital e o Algarve mais 25 cêntimos. As pontes Vasco da Gama e 25 de Abril também sofrem aumentos nas portagens, entre 5 e 15 cêntimos.

Além disso, o Imposto sobre Veículos sofre um aumento de 3,2% em 2017 e o Imposto Único de Circulação também vai subir 0,8%.

Se deixa o carro na garagem e prefere os transportes públicos, saiba que isso também poderá ficar mais caro em 2017. Os passes intermodais aumentam, em média, 1,5%, mas será possível deduzir a totalidade do IVA na compra destes títulos no IRS.

No setor da habitação, alerta no valor do IMI para quem tiver uma casa com Valor Patrimonial Tributário entre os 600 mil e um milhão de euros, uma vez que será aplicada uma taxa de 0,7%. Quem tiver uma casa com um VPT acima de um milhão de euros terá em 2017 uma sobretaxa de 1%.

Por último, as rendas de casa aumentam 0,54% e a eletricidade para quem está no mercado regulado irá subir 1,2%. Só o gás, para quem está no mesmo mercado, escapa ao aumento em janeiro. Mas isso porque as tarifas são atualizadas em julho.

ZAP // Move

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.