A fabricante canadiana de telemóveis BlackBerry, que atravessa dificuldades financeiras, deverá ser ser comprada pelo consórcio liderado pela Fairfax por 4,7 mil milhões de dólares (3,5 mil milhões de euros à taxa de câmbio atual).

Segundo o acordo esta segunda-feira conhecido, o consórcio liderado pela Fairfax, que já tem 10% da Blackberry, oferece nove dólares (6,7 dólares) por cada uma das restantes ações, numa operação que ainda depende de estar garantido o financiamento, que poderá vir dos Bank of America, Merril Lynch e BMO Capital Markets.

A aquisição, que terá de ser aprovada em assembleia-geral, vai retirar a Blackberry de bolsa, cujas ações cotam em cerca de 8 dólares (5,9 euros), bem longe do máximo de 200 dólares (148 euros) a que chegaram antes do lançamento do iPhone, da concorrente Apple.

A operação surge depois de ter sido mal acolhido o novo modelo de telemóvel da BlackBerry, Z10, que tinha como objetivo concorrer com os ‘smartphones’ da Apple e da Samsung, que ganharam terreno aos equipamentos da BlackBerry.

Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.