Uma associação de Leiria está a desenvolver um projeto que tem por objetivo fazer com que as crianças voltem a brincar na rua, servindo-se de tecnologia digital para assegurar a sua segurança, disse hoje o responsável.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da associação Ludotempo, Francisco Lontro, explicou que o projeto Brincar de Rua pretende devolver às crianças “a experiência única de brincar na rua”, de uma forma adaptada aos tempos de hoje e com toda a segurança.

“A ideia deste projeto é criar grupos de brincar comunitários. Trata-se de uma iniciativa de brincar livre, em que o que queremos é replicar ao máximo a experiência do brincar que nós tivemos, mas adaptada às condições dos dias de hoje”, disse.

Cada grupo não deverá ultrapassar as 15 inscrições e será monitorizado por dois adultos devidamente formados e certificados pela Ludotempo, a associação de Leiria sem fins lucrativos mentora do projeto.

“Aos monitores é dado o nome de embaixadores do brincar, sendo a estes que cabe a garantia da segurança das crianças, sendo ainda ativadores nalguma brincadeira, mas retirando-se o mais depressa possível”, diz Francisco Lontro.

“Queremos os mais novos a brincar livremente no espaço público, encontrando os amigos de sempre ou fazendo novos amigos, explorando a criatividade e com interferência mínima dos adultos”, sublinha o responsável.

De acordo com Francisco Lontro, “o grande bastião do projeto é a segurança das crianças” e, para além dos dois adultos a monitorizar cada grupo, “a ideia é que os miúdos usem também um sistema de geolocalização”.

“Este sistema permite definir um perímetro de segurança e, se por alguma razão extraordinária a criança se afastar, o sistema emite um alerta imediato e os monitores sabem que a criança saiu do perímetro de segurança e conseguem localizá-la”, esclareceu.

Este projeto-piloto, destinado a crianças com idades entre os 5 e os 12 anos, será testado num bairro da cidade de Leiria “no final de setembro, inícios de outubro”.

“Haverá depois uma segunda fase piloto, saindo da cidade de Leiria; e uma terceira fase, já de expansão nacional”, concluiu.

Brincar de Rua é um projeto de inovação social e foi reconhecido pela Fundação Calouste Gulbenkian como um dos 10 melhores projetos nacionais de 2016, no prémio FAZ IOP.

Desenvolvido pela associação Ludotempo, o projeto conta ainda com a parceria da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do IPL, Câmara Municipal de Leiria, União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes, e Instituto Português e do Desporto e Juventude.

/Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.