Vários operadores do banco de investimento usaram transações e falsos relatórios para manipularem o valor de referência entre 2007 e 2012.

O banco Goldman Sachs foi intimado a pagar 120 milhões de dólares, cerca de 115 milhões de euros, para encerrar um processo judicial por manipulação, para proveito próprio, de uma referência de taxas de juro.

A entidade reguladora do mercado de derivados nos Estados Unidos (CFTC, na sigla em Inglês) divulgou esta quarta-feira que vários operadores do Goldman Sachs, incluindo o dirigente do Grupo de Transações de Produtos de Taxa de Juro, usaram transações e falsos relatórios para manipularem o valor de referência entre 2007 e 2012.

Além da multa, a CFTC ordenou ao banco que termine e desista de mais manipulações e tome medidas para interromper esta prática.

O Goldman Sachs tem também de aplicar controlos internos e relatar à CFTC sobre a efetividade desses controlos.

Os dirigentes do banco reagiram, dizendo que estavam satisfeitos por o assunto ter ficado resolvido.

/Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui