A primeira mulher no mundo a receber um transplante de rosto morreu em abril passado mas só agora foi confirmado pelo hospital onde se realizou a cirurgia.

A francesa Isabelle Dinoire, a primeira mulher no mundo a receber um transplante facial, morreu em abril “após doença prolongada”.

No entanto, a informação só foi confirmada esta terça-feira pelo hospital francês onde, em 2005, se realizou o procedimento médico.

Dinoire, na altura com 38 anos, recebeu um transplante de nariz, lábios e queixo de uma dadora em morte cerebral depois de ter sido mordida pelo seu cão.

O hospital em Amiens, no norte de França, confirmou esta terça-feira a morte da “primeira doente no mundo a receber um transplante de cara, numa operação realizada pelo Professor (Bernard) Devauchelle e a sua equipa, a 27 de novembro de 2005″.

O hospital realçou que a morte não tinha sido ainda divulgada para proteger a privacidade da família da paciente, que tinha agora 48 anos.

O Le Figaro noticiou que o corpo de Dinoire tinha rejeitado o transplante no ano passado e que a francesa tinha “parcialmente perdido o uso dos lábios”.

De acordo com o jornal francês, a medicação que tinha vindo a tomar para evitar a rejeição do transplante favoreceram a ocorrência de dois tipos de cancro.

ZAP / Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui