O antigo atleta de luta livre, que chegou a ser campeão europeu e que participou nos Jogos Olímpicos de Pequim, deixou a competição para se juntar ao Daesh em 2014.

Chamsulvara Chamsulvaraev, antigo campeão europeu de luta livre, faleceu no início de setembro devido a um bombardeamento aéreo no Iraque.

Segundo o 20 minutos, o ex-atleta, que deixou a modalidade para se juntar ao Estado Islâmico, foi atingido por um drone norte-americano na cidade iraquiana de Mosul.

O antigo lutador, de 32 anos, nasceu no Daguestão, na Rússia, mas nacionalizou-se cidadão do Azerbaijão para ter mais hipóteses de conquistar medalhas.

Chamsulvaraev ganhou a medalha de bronze nos Europeus de 2007 e 2008 e chegou a participar nos Jogos Olímpicos de Pequim. Em 2010, tornou-se campeão da Europa.

Em 2014, o atleta decidiu juntar-se à organização terrorista e por lá desempenhava a função de recrutar meninas e adolescentes para se tornarem terroristas suicidas.

De acordo com vários órgãos da comunicação social, Chamsulvaraev terá sido o responsável pela radicalização de Diana Ramazanova, uma adolescente grávida que se fez explodir em Istambul no ano passado.

ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui