Cerca de 400 novos agentes da Polícia de Trânsito de Luanda começam nos próximos dias a substituir os atuais colegas, medida com que o comando-geral da polícia angolana diz querer acabar com as famosas ‘gasosas’ dos automobilistas.

A posição foi transmitida pelo comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-geral Ambrósio de Lemos Freire dos Santos, que presidiu ao ato formal de troca de efetivos daquela unidade, na terça-feira, na capital angolana.

Os agentes agora substituídos vão receber formação noutras especialidades, como Ordem Pública, Guarda Fronteira e Investigação Criminal, podendo dar continuidade à carreira policial.

Já os novos polícias, que terminaram agora a formação e que assumem progressivamente funções, foram avisados pelo comando sobre as “medidas severas” a que todo o efetivo está sujeito, no que toca aos célebres pedidos de ‘gasosa’ ou ‘saldo’: pagamentos feitos pelos automobilistas, para escaparem à multa.

FOTO © LUSA / RICARDO BORDALO RICARDO BORDALO/LUSA

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.