Desmaios provocados por pessoas que não tomam o pequeno-almoço levam a muitos atrasos nos comboios. Fertagus desenvolveu uma campanha de sensibilização para tentar mudar hábitos dos passageiros.

A mensagem da Fertagus é clara: “Por favor, não apanhe o comboio em jejum”. É este o mote da campanha de sensibilização que começou esta manhã, escreve o jornal Público.

A ideia é tentar reduzir o número de desmaios a bordo dos comboios, provocados por pessoas quenão tomam o pequeno-almoço, e que levam a muitos atrasos no serviço.

Por isso, “Viajar sem tomar pequeno almoço pode afetar a viagem de todos!” é o slogan desta campanha da empresa que detém a concessão do serviço suburbano entre Lisboa e Setúbal.

Só no primeiro semestre deste ano, já foram registados 46 episódios de “doença súbita”, que prejudicaram a pontualidade de 51 comboios num total de 209 minutos, avança o jornal.

Entre 2012 e este mês, há um total de 372 casos, dos quais 82 aconteceram no interior dos comboios. Por isso, a empresa aconselha os passageiros, em caso de indisposição, a sair na estação seguinte.

“Quando há um caso desses, o procedimento é tentar retirar a pessoa do comboio e chamar o 112, mas quando não se revela possível porque a vítima está inanimada, o socorro é solicitado para o comboio na estação imediatamente a seguir”, explica Raquel Santos, da Fertagus.

“A esmagadora maioria destas ocorrências verifica-se no período da ponta da manhã, entre as 7h00 e as 10h00″, diz ainda.

O atraso provocado por estes casos depende sempre da resposta dos serviços de emergência mas, geralmente, situa-se entre 20 a 40 minutos.

Segundo o diário, a campanha vai estar presente em cartazes nas estações e nos comboios, no site da Fertagus e no jornal Destak.

Além disso, nos próximos dias, a empresa preparou uma distribuição gratuita de iogurtes e peças de fruta aos passageiros nos períodos da manhã.

ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui