O livro “O amor infinito que te tenho e outras histórias”, já premiado em Portugal, foi lançado em França, em Junho do ano passado, pela editora Six Pieds Sous Terre.

O primeiro livro do autor português de banda desenhada Paulo Monteiro venceu o Prix Sheriff D’or 2013, em França, após a edição da obra neste país, disse hoje o próprio à agência Lusa.

“Fiquei muito surpreendido e feliz”, porque o prémio, atribuído pela livraria Esprit BD, é “importante” e vai “dar uma amplitude ao livro que, de outra forma, não teria”, explicou Paulo Monteiro.

O livro “O amor infinito que te tenho e outras histórias”, já premiado em Portugal, foi lançado em França, em Junho do ano passado, pela editora Six Pieds Sous Terre, com o título “L’amour infini que j’ai pour toi”, tendo recebido críticas favoráveis por parte dos media especializados e de jornais generalistas franceses, como o “Le Monde”.

O Prix Sheriff D’or é seguido “com muito interesse na imprensa francesa e pelos leitores” e, por isso, a atribuição do prémio é “uma oportunidade fantástica de chegar a mais leitores, o que, em última análise, é o mais importante”, frisou o autor, que já tinha ficado “muito contente” com a nomeação, porque o mercado de banda desenhada em França é “gigantesco”.

A obra de estreia de Paulo Monteiro está também nomeada para melhor banda desenhada em outros dois prémios em França: “Prix Bulles De Cristal 2014”, criado pela livraria Ange Bleu, a sul de Paris, e “Prix Lycéen De La Bd Midi-Pyrénées 2014”, indicado pelos estudantes das escolas da região dos Pirinéus.

Natural de Vila Nova de Gaia, onde nasceu em 1967, Paulo Monteiro, que dirige a Bedeteca e o Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja, reuniu no livro 10 histórias feitas entre 2005 e 2010, que versam, de uma forma poética e desassombrada, sobre o amor e a sua impossibilidade.

O livro, lançado em Portugal, em 2010, pela editora Polvo, e já traduzido e editado em França, Espanha e Polónia, ganhou, em 2011, os prémios de Melhor Álbum Português do Festival de Banda Desenhada Amadora BD e de Melhor Publicação Independente da nona edição dos Troféus Central Comics.

Segundo Paulo Monteiro, este ano, o livro será editado no Brasil, no Reino Unido e na Sérvia e, em 2015, deverá chegar à Coreia do Sul, com capas diferentes da edição portuguesa.

A internacionalização do livro de Paulo Monteiro, o que não tem acontecido com esta intensidade na banda desenhada portuguesa, deveu-se a contactos feitos pelo autor, pela editora, mas também pelo “passa a palavra” após a edição em França, um mercado exponencialmente maior do que o português.

Paulo Monteiro disse à Lusa que está a trabalhar numa segunda obra, a qual deverá acabar no próximo mês de Fevereiro e ser editada em 2016.

Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.