A Rússia apresentou o seu novo míssil balístico intercontinental que pode transportar uma ogiva nuclear de até 40 megatoneladas, o que representa um potencial duas mil vezes maior do que o das bombas de Hiroshima e Nagasaki.

A empresa estatal russa de construção de mísseis Makeyev Rocket Design Bureau revelou, na segunda-feira, a primeira imagem do super míssil balístico que começou a ser construído em 2011.

O míssil chama-se oficialmente RS-28 Sarmat, mas é apelidado de Satan 2 pela NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Esta nova arma russa pesa cerca de 100 toneladas, tem uma velocidade máxima de 7 quilómetros por segundo e foi construída para substituir seu antecessor, conhecido como Satan – desenvolvido pela União Soviética durante a Guerra Fria.

Segundo a agência noticiosa russa Sputnik News, as ogivas do Satan 2 terão uma série de contra-medidas destinadas a penetrar qualquer “escudo” antimíssil.

A mesma fonte destaca ainda que este míssil tem capacidade de percorrer grandes distâncias e destruir por completo territórios “do tamanho do Texas ou de França”.

-

“O sistema de mísseis estratégicos em potencial está a ser desenvolvido a fim de cumprir seguramente e eficazmente os objetivos de dissuasão nuclear por parte das forças da Rússia”, destacam os criadores do míssil, citados pela RT.

Numa altura em que a Rússia está viver um clima de tensão devido as conflitos relacionados com as questões da Síria, a nova arma deverá integrar as forças russas a partir de 2018.

BZR, ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.