O Presidente eleito dos Estados Unidos publicou um tweet sobre os elevados custos do avião F-35 e a empresa que o produz, a Lockheed Martin, caiu drasticamente na bolsa de Wall Street.

A construtora aeronáutica Lockheed Martin perdeu esta segunda-feira cerca de dois mil milhões de dólares, cerca de 1.900 milhões de euros, na bolsa, depois do Presidente eleito dos EUA questionar, através do Twitter, os custos de um avião de combate.

Donald Trump considerou que os custos do avião F-35 são muito elevados, prometendo que iria cortar “milhares de milhões” de dólares em gastos militares.

The F-35 program and cost is out of control. Billions of dollars can and will be saved on military (and other) purchases after January 20th.

As ações de outras empresas da área da defesa, como a Raytheon e a Northrop Grumman, também desvalorizaram na sessão de segunda-feira.

O Presidente eleito não mencionou uma empresa especificamente na sua mensagem, mas a Lockheed produz o avião de combate F-35 e é um dos principais fabricantes da área da defesa nos EUA.

O programa do F-35 representou cerca de 20% da faturação anual de 2015 da Lockheed, que ascendeu a 46.100 milhões de dólares, com as encomendas governamentais a representarem 78% daquela faturação.

O programa do F-35 dá emprego, direto e indireto, a 146 mil pessoas nos Estados Unidos, segundo o site da empresa.

Em comunicado emitido esta segunda-feira, a Lockheed afirmou que tem trabalhado na redução do custo do programa, que já conseguiu baixá-lo em mais de 60%, e que espera que o custo se situe nos 85 milhões de dólares em 2019 e 2020.

As ações da Lockheed Martin Corp perderam esta segunda-feira em Wall Street 2,5% (6,42 dólares), para os 253,11 dólares. Da mesma forma, as ações da Raytheon desvalorizaram 1,7%, da Northrop Grumman Corp. 2,7% e da General Dynamics Corp. 1%.

/Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.