Depois de uma brilhante vitória na penúltima etapa, Hélder Rodrigues completou a sua décima participação no Dakar.

Nestes dez anos, iniciados em 2006 quando a prova saiu pela primeira vez de Portugal, o agora piloto da equipa oficial da Yamaha nunca abandonou e terminou a corrida por sete vezes no Top 5. Subiu por duas vezes ao pódio, tendo ainda averbado oito vitórias em etapas.HR11

Na derradeira etapa, hoje disputada entre Villa Carlos Paz a Rosario, Hélder Rodrigues, aos comandos da sua WR450F Rally, foi o terceiro mais rápido na especial cronometrada com 180 quilómetros de extensão. Um resultado que não foi contudo suficiente para melhorar o quinto lugar conquistado na véspera. O piloto português, que esteve fortemente condicionado ao longo da primeira semana por se encontrar doente, terminou este Dakar 2016 a 4m56s de um lugar no pódio.

HR10

“Estou muito feliz por ter cortado a meta neste meu décimo Dakar. A partida de hoje, dada pela classificação invertida, tornou mais difícil atacar para tentar conquistar uma posição. O pó levantado pelos concorrentes que partiam à minha frente tornaram a especial perigosa. Esse desafio implicava correr riscos e este Top 5 satisfaz-me, tendo em conta que estive doente na primeira semana do rali. Foi um Dakar muito duro, mas fizemos um excelente trabalho com a Yamaha. Quero aproveitar para lembrar os meus colegas de equipa Alessandro Botturi e Xavier De Soultrait que, infelizmente, foram forçados a abandonar uns dias antes de a prova terminar. Com eles e com o Adrien Van Beveren, trabalhámos bem em conjunto e partilhámos bons momentos. Obrigado Yamaha”, referiu o piloto da equipa oficial da Yamaha em Rosario, Argentina.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.