O caso que levou Edinho, um dos sete filhos de Pelé, à barra do tribunal remonta a 2005, quando se iniciou um processo em que o ex-jogador foi acusado de associação ao tráfico de droga.

O ex-jogador Edson Cholbi do Nascimento, filho de Pelé, foi condenado por um tribunal de São Paulo a 33 anos de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de droga, segundo a imprensa brasileira.

A sentença da juíza Susana Pereira da Silva, auxiliar da 1.ª Vara Criminal de Praia Grande, no litoral de São Paulo, foi proferida e publicada na sexta-feira e admite recurso.

Edinho, como é conhecido o ex-jogador, poderá recorrer da sentença em liberdade, adianta a agência espanhola Efe, citando o site G1 do grupo Globo.

Na altura, Edinho negou todas as acusações, mas admitiu que era consumidor de drogas, tendo o processo sido anulado pelo Tribunal Superior de Justiça do Brasil em 2008. Mas o julgamento prosseguiu nos tribunais, centrado na acusação de lavagem de dinheiro, o que levou agora o tribunal de primeira instância a condenar Edinho e mais duas pessoas.

Edinho, 43 anos, é treinador no Clube de Santos, onde jogou durante os anos 1990, sem muito sucesso, ao contrário do seu pai.

Agência Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui