Triunfo difícil do FC Porto no reduto AD Valongo (4-9) permite manter a perseguição ao líder Benfica.

Os números finais não fazem justiça ao jogo que se assistiu em Valongo, onde o FC Porto teve uns furos abaixo do habitual e a AD Valongo, embora esforçada, não foi objectiva. A equipa da casa entrou praticamente a perder, uma vez que Pedro Moreira abriu o ativo logo no primeiro minuto, mas mesmo assim não deitou a toalha ao chão e o domínio da bola pertenceu-lhe quase por completo ao longo dos 50 minutos. O FC Porto sabia que não tinha grande margem para perder pontos e não esperava concerteza um jogo fácil, por isso abrir o marcador cedo facilitou, e muito, a tarefa azul-e-branca. Com o Valongo atravessar uma fase menos positiva no campeonato, esperaria-se um jogo mais acessível para o lado dos Dragões mas foi exactamente o contrário, este foi talvez o jogo mais difícil que a equipa portista encarou esta época, pese embora a partida tenha estado sempre controlada pelos portistas. A perder, o Valongo optou por defender com a equipa bem esticada no campo, exercendo pressão alta, o que obrigou os pupilos de Tó Neves a errarem muitos passes, nada habitual nesta equipa.

Ainda assim a primeira parte foi bem disputada com o fator eficácia a ser o pormenor que fez toda a diferença. O FC Porto contou com o guardião Edo Bosch no seu melhor, fechando todos os caminhos para a sua baliza, e soube aproveitar os erros “grosseiros” da defesa contrária para dilatar a contagem até ao 4-0, resultado com que se chegou ao intervalo.

Caio faz um remate certeiro para o 1-5
Caio faz um remate certeiro para o 1-5

Valongo perdulário falhou 8 bolas paradas

No reatar da partida, o AD Valongo reduziu para 1-4 por intermédio de Nuno Rodrigues e o jogo voltou animar. A equipa valonguense teve sempre muita bola e continuou a criar boas oportunidades de golo, no entanto nunca conseguiu discutir o resultado nem tão pouco colocar em risco a vitória portista. Bastantes perdulários no ataque mas sempre com muita entrega ao jogo, os homens da casa não foram capazes de evitar erros defensivos o que lhes viria a custar o avolumar do resultado.

Nota especial nesta partida para o último minuto onde foram marcados 3 golos, um para o lado do Valongo e dois para o FC Porto, deixando bem patente que neste desporto o resultado discute-se mesmo até ao apito final.

Com este triunfo, o FC Porto mantém a distância de 3 pontos para o líder Benfica, que nesta jornada bateu com facilidade o HC Tigres por 2-7.

Este slideshow necessita de JavaScript.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.