O “Integrar pela Arte – Este espaço que habito” é um projeto do Movimento de Expressão Fotográfica (MEF) que visa a inclusão social através da fotografia. A iniciativa vai percorrer vários centros educativos do país, até ao próximo ano.

Um pouco por todo o país, centro educativos serão contemplados pela implementação deste projeto, no qual participarão cerca de 200 jovens em internamento. Este será a continuação de um outro projeto, iniciado em 2007 pelo MEF que procurava dar resposta à falta de atividades, em particular dos jovens que se encontram em regime fechado nos centros educativos.

Um dos objetivos do “Integrar pela Arte – Este espaço que habito” é desmitificar a prespetiva da fotografia como algo imediato, envolvendo os participantes na construção da sua própria máquina fotográfica, uma câmara estenopeica, e em todo o processo que lhe é inerente.

Mas a ação participativa dos jovens não finda por aqui, depois da máquina pronta, é-lhes proposto colocar mãos a obra para fazer um estudo nos mapas da cidade, selecionando os sítio que gostariam de visitar.

Terminado todo este processo entra-se na fase mais prática. Já no terreno cada jovem tira as fotografias que deseja e elabora um diário onde deve registar as opiniões sobre as imagens conseguidas. Em cada cidade será posteriormente realizada uma exposição com o resultado do trabalho realizado pelos jovens.

Neste momento o projeto decorre no Porto, tendo-se já realizado em dois com sucesso, centros educativos de Lisboa e estão já previstas novas sessões em Coimbra e na Guarda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui