John Williams, autor do icónico tema da saga Star Wars – e da banda sonora de todos os filmes, à exceção do spin-off Rogue One – admitiu ao The Mirror que nunca viu nenhuma das longas-metragens.

Eu não tenho nenhum impulso de ir ver o filme ao cinema – talvez algumas pessoas achem isso estranho – e mesmo ouvir gravações das minhas músicas é muito raro“, explica o músico. “Quando acabo um filme já estive tanto tempo com ele, a dobrá-lo, a gravar músicas para ele, que quando saio do estúdio só penso ‘está acabado!’“,  acrescenta.

O período de composição das bandas sonoras é longo e, normalmente, acompanhado por projeções das várias cenas do filme em ecrãs colocados no estúdio de gravação.

Eu passo isso à frente. Realmente nunca olhei para nenhum dos filmes de Star Wars, é absolutamente verdade“, atira o artista. O que, na prática, significa apenas que nunca viu os filmes já na sua versão final, embora tenha convivido com a história e as várias cenas no processo de gravação dos temas oficiais.

John Williams admite, no entanto, não “estar particularmente orgulhoso disso“. “Mas faz parte. Acabei agora a banda sonora de Star Wars e já estou a trabalhar no novo filme do Spielberg, por isso não quero ouvir música ou ver filmes“, completa.

O compositor, agora com 83 anos, é bastante crítico do seu trabalho, referindo que a maioria das sinfonias que compôs para a saga “não são muito memoráveis“, embora reconheça que “é possivelmente a música mais popular” que já fez.

A sua música regressa à saga já daqui a um ano, quando for lançado o Episódio VIII de Star Wars.

Williams já foi nomeado 50 vezes para os Óscares, tendo conseguido vencer em cinco ocasiões. Recebeu ainda quatro Globos de Ouro e 22 Grammys.

Além do trabalho na sequela de ficção científica, foi responsável pela composição dos temas originais da saga Harry Potter e dos filmes Superman, E.T., Indiana Jones e Lincoln, entre outros.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.