Um jornal britânico revela que Rob O’Neill foi o militar que matou o líder da Al-Qaeda. De acordo com o jornal britânico “Daily Mail”, Rob O’Neill deu os três tiros na cabeça a Osama Bin Laden, a 2 de maio de 2011 em Abbottabad, no Paquistão.

Antes da revelação da sua identidade pela Fox News, num documentário agendado para os dias 11 e 12, o jornal britânico revela o seu nome e entrevista o pai, que garante que nenhum dos dois tem medo do Estado Islâmico. “Pintarei um alvo na porta de casa e direi ‘venham apanhar-nos'”, diz Tom O’Neill.

O filho, Rob O’Neill, 38 anos, deixou as tropas especiais da Marinha americana (Navy Seals) depois de 16 anos de serviço, sendo um dos elementos desta força de elite com mais distinções, escreve o jornal. E terá decidido revelar a sua identidade depois de perder alguns benefícios por não ter ficado 20 anos ao serviço dos Navy Seals.

Rob O’Neill participou em cerca de 400 missões de combate, em quatro zonas de guerra diferentes, incluindo Iraque e Afeganistão. Tem 52 condecorações.

Desde que a Fox News anunciou a emissão do documentário em que o militar iria revelar a sua identidade que a Marinha avisava que o anonimato era para manter. Na segunda-feira, o blogue de uma comunidade de operações especiais, o SPFrep.com, já havia revelado a identidade do militar, a qual é agora confirmada no “Daily Mail”.

Em março do ano passado, o “atirador” já tinha dado uma entrevista à revista “Esquire” onde relatou, na primeira pessoa mas sem revelar a identidade, a missão que levou à captura de Bin Laden.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.