Dois polícias belgas foram agredidos com um canivete suíço, nesta quarta-feira, em Bruxelas, na Bélgica. As autoridades acreditam que foi um “ataque terrorista”.

O incidente aconteceu em Schaerbeek, bairro de Bruxelas onde residiam os terroristas que cometeram os atentados de Março deste ano, na cidade, matando 32 pessoas.

O agressor estaria armado com um canivete suíço, segundo avança o jornal belga Le Soir, atestando que feriu dois polícias que, contudo, não correm risco de vida.

Temos elementos para crer que se tratou de um ataque terrorista“, disse um dos porta-vozes do Ministério Público Federal, Eric Van Der Sypt, referindo que “um juiz de instrução especializado no terrorismo decidirá mais tarde” as medidas de coacção a aplicar ao suspeito.

Este pretenso ataque terrorista aconteceu durante um controlo policial num bairro onde vivem muitos emigrantes portugueses.

O agressor é identificado como Hicham D., uma homem de 43 anos com nacionalidade belga que seria “um antigo militar citado em velhos dossiers de terrorismo“, conforme realça a RTBF.

“Hicham D. serviu no Exército belga até 2009“, garante o canal de televisão belga, realçando que “é conhecido da Justiça por ter tido contactos com combatentes que partiram para a Síria”.

O homem feriu os dois agentes, um no pescoço e o outro na barriga, e fugiu, acabando por ser detido por outra patrulha policial que se encontrava nas proximidades. Ainda terá tentado agredir outro polícia que disparou contra ele, ferindo-o na perna e procedendo à sua detenção.

Onda de ataques contra polícias

Nos últimos meses, verificaram-se várias outros atentados contra polícias na Bélgica, nomeadamente a 7 de Setembro passado, em Molenbeek, bairro considerado um bastião do islamismo radical na Europa.

Um homem de origem magrebina que já era conhecido da Justiça, mas que não estava indiciado por terrorismo, recebeu dois agentes a golpes de faca.

A 8 de Agosto, outros dois polícias foram feridos com uma faca na cidade de Charleroi por um homem que gritou “Allah Akbar” e que acabou por ser abatido pelas forças de segurança.

Em Charleroi, também se verifica nesta quarta-feira um duplo alerta de bomba na Estação de Comboios e no Aeroporto depois de um telefonema anónimo. As autoridades colocaram em marcha fortes medidas de segurança e estão a investigar.

Entretanto, também em Bruxelas houve dois falsos alertas de bomba nas Gares do Norte e do Midi. A Gare Bruxelas-Norte ainda foi evacuada, mas nada de suspeito foi encontrado.

ZAP / Lusa

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.