Os japoneses são dos homens que menos ajudam em casa, segundo um relatório da OCDE. Três políticos ficaram grávidos por uns dias para mudar essa mentalidade.

Para incentivar os homens japoneses a ajudar mais em casa, três governantes do país aceitaram ser os protagonistas de uma nova campanha muito especial.

O vídeo mostra os políticos japoneses vestidos com barrigas falsas a realizar tarefas do dia-a-dia como, por exemplo, a apanhar o autocarro, a fazer compras ou a descer escadas sozinhos.

Enquanto isso, sempre com a pequenina diferença de transportar 7,3 quilos a mais, o peso do colete que vestiam e que equivale a uma gravidez de aproximadamente sete meses.

Lançado na semana passada, o vídeo faz parte de uma campanha da “Kyushu Yamaguchi Work Life Promotion”, que pretende encorajar os japoneses, geralmente viciados no trabalho, a ter uma vida mais equilibrada e ajudar mais nas tarefas domésticas.

“O colete arrasta-se pelos nossos ombros e pelas costas”, afirma Shunji Kono, governador de Miyazaki que participa na iniciativa, citado pelo The Japan Times.

“Agora percebo como é difícil carregar um bebé e realizar tarefas domésticas ao mesmo tempo. Tenho de ser mais amável”, acrescenta o político de 52 anos e pai de três filhos.

Segundo um relatório da OCDE, realizado em 2014, os homens japoneses são dos que menos ajudam quando chega a hora de “pôr a mão na massa” em casa.

De acordo com os resultados da análise, enquanto uma mulher dedica cinco horas do seu tempo com a lide doméstica, o homem gasta apenas uma.

“Eu realmente não percebia. Agora já sei como é que a minha mulher se sentiu durante tantos meses. Estou muito grato pela experiência”, diz ainda Tsugumasa Muraoka, governador de Yamaguchi.

ZAP / Hypeness

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.