O Governo russo vai organizar uma competição alternativa para os atletas paralímpicos, depois do Tribunal Arbitral do Desporto ter confirmado a suspensão dos Jogos no Rio de Janeiro.

A iniciativa de organizar uma competição alternativa foi anunciada pelo próprio presidente russo,Vladimir Putin, esta quinta-feira.

“Quero deixar um recado aos atletas paralímpicos: vamos apoiar-vos e vamos organizar competições especiais nas quais poderão demonstrar as vossas habilidades”, afirmou.

“O prémio para os vencedores será semelhante ao dos Jogos Olímpicos”, prometeu ainda o chefe de Estado russo.

De acordo com Putin, a decisão do Comité Paralímpico Internacional de suspender os atletas russos dos Jogos de 2016 “humilha” a própria entidade.

“Lamento por aqueles que tomaram este tipo de decisão. Não conseguem perceber que isso também é humilhante para eles”, acusou.

De acordo com o presidente, os princípios básicos do desporto foram “suprimidos” por “decisões políticas” e por sentimentos como a “ganância” e a “cobardia”.

Além disso, Putin exigiu que os comités sejam transparentes e destacou que todos os atletas tem o direito de saber a que métodos são submetidos, quais as medidas de análise e os respetivos resultados.

“As estruturas antidoping precisam, definitivamente, de melhorar o seu trabalho para serem livres de qualquer pressão política”, criticou o chefe de Estado, numa cerimónia com atletas russos que participaram no Rio 2016, competição que acabou no último domingo.

O líder russo refere-se à suspensão dos atletas paralímpicos dos Jogos do Rio de Janeiro, que foi confirmada pela rejeição do recurso por parte do Tribunal Arbitral do Desporto.

O escândalo de doping, alegadamente com apoio estatal, veio à tona depois da divulgação do relatório McLaren.

ZAP / ABr

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.