A tinta usada nas tatuagens é “potencialmente tóxica” e pode aumentar o risco de desenvolver cancro, alerta a Agência Europeia de Químicos (ECHA, na sigla em inglês).

A entidade avisa que as cores vermelhas são “as mais perigosas”, sendo que as tintas azul, verde e preta também são arriscadas.

Estas tintas podem provocar problemas de pele, incluindo reacções alérgicas e comichão, de acordo com a ECHA. Sintomas que podem durar anos e que aumentam o risco de cancro.

Como reporta o jornal Daily Mail, o relatório da agência indica que a toxicidade das tintas usadas para fazer tatuagens pode ainda afectar a fertilidade das mulheres e até o desenvolvimento do bebé.

Em breve, a ECHA irá publicar uma lista dos químicos mais usados nestes compostos e investigar se devem ser banidos da União Europeia.

“As maiores preocupações são as alergias provocadas pelas substâncias presentes nas tintas e possíveis efeitos tóxicos cancerígenos, mutagénicos ou reprodutivos”, refere a agência.

Quando um químico é mutagénico, significa que pode alterar as células do ADN, levando a mais mutações que podem originar um cancro.

Um alerta a ter em conta quando as tatuagens são uma prática cada vez mais comum.

ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.