Um lote de 17 toneladas de bananas foi exportado este domingo de Angola, a partir do porto do Lobito, para Portugal, mais de 40 anos após a última venda angolana desta fruta para a Europa, relata a imprensa local.

A banana é proveniente da tradicional região do Culango, da fazenda agroindustrial Bacilin, província de Benguela, e será embarcada ainda verde, após garantida a certificação pelos dois países.

Segundo a imprensa local, estatal, trata-se da primeira exportação de banana para a Europa desde a independência de Angola, em 1975, à qual se seguiu uma guerra civil durante quase 30 anos.

Angola vive desde 2015 uma profunda crise económica e financeira decorrente da quebra das receitas com a exportação de petróleo e já este ano o Governo lançou um programa que visa diversificar a economia, reduzindo as importações e aumentando as exportações, tendo a agricultura como um dos pilares.

A banana é um dos principais produtos de aposta para exportação em Angola, nomeadamente a originária das províncias do Bengo e de Benguela, que já é vendida para a República Democrática do Congo.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou a 06 de abril que Angola solicitou um programa de assistência para os próximos três anos, cujos termos foram debatidos nas reuniões de primavera, em Washington, prosseguindo durante uma visita ao país, agendada para o período entre 01 e 14 de junho.

O ministro das Finanças de Angola, Armando Manuel, esclareceu entretanto que este pedido será para um Programa de Financiamento Ampliado para apoiar a diversificação económica a médio prazo, negando que se trate de um resgate económico.

Armando Manuel garantiu em abril que este tipo de apoio tem um “cunho” de assistência técnica e servirá para maximizar o potencial dos setores das minas, agricultura, pescas e turismo do país, para assim “gerar mais renda fiscal”.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.