FC Porto sofreu para levar de vencida a equipa maiata do Águas Santas, e apenas confirmou a vitória a dois minutos do fim!

A receção do FC Porto ao Águas Santas Milaneza concentrava as atenções da quarta jornada do Campeonato Fidelidade Andebol 1, sendo já considerado um clássico. As partidas entre estas equipas são sempre muito intensas e na última temporada houve mesmo surpresa quando o Águas bateu no Dragão Caixa os portistas.

A equipa maiata saiu na frente no marcador, mas rapidamente o FC Porto assumiu a dianteira no resultado por 3-2 e não mais perdeu a vantagem até ao intervalo. Ambas as equipas mostravam que tinham estudado bem a lição, por parte dos Dragões havia grande preocupação em marcar Pedro Cruz sempre que este assumia o papel deMário Tavares - iPressGlobal-51014032 Central, por sua vez a equipa do Águas Santas fazia marcação homem-a-homem a Nuno Roque, um reforço dos Dragões que na época passada representou a equipa maiata.

Nem mesmo a tarde inspirada do guarda-redes Telmo Ferreira, permitia aos maiatos travarem o poderoso ataque dos portistas e ao intervalo o resultado 15-11 aceitava-se, deixando-se antever uma vitória fácil.

O Águas Santas nunca desistiu de lutar pelo resultado

No reatar da partida, o Águas Santas apresentou-se mais agressivo a defender e aproveitou a quebra de eficácia ofensiva dos portistas para iniciar a recuperação no resultado, chegando mesmo ao empate a 23 golos a três minutos do final da partida. O Dragão tremeu e não fosse o forte apoio do seu público e poderia ter acontecido a reviravolta no marcador. Encorajados pelos adeptos, os Dragões foram mais fortes psicologicamente e conseguiram marcar e não sofrer mais nenhum golo, garantido uma suada vitória por 26-23.

Este slideshow necessita de JavaScript.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.