foto: José Sena Goulão / Lusa //

O presidente do Sporting, recandidato ao cargo, apresentou esta quinta-feira 111 medidas no seu programa eleitoral, entre as quais, a defesa da liderança direta do futebol e da formação, como aposta base da política desportiva.

No mesmo dia em que o outro candidato à presidência do clube, Pedro Madeira Rodrigues, tem agendada a divulgação da sua lista e do programa eleitoral, para as eleições de 4 de março, Bruno de Carvalho publicou o seu programa eleitoral no Facebook.

Entre as propostas, que abrangem as mais diversas áreas da gestão do Sporting, destacam-se, além da liderança direta do presidente sobre o futebol e a academia, a indicação por parte da administração da SAD de um adjunto para a equipa técnica do futebol profissional, para a possibilidade de voltar a ter clubes satélite.

O atual dirigente aponta ainda para a possibilidade de serem vendidos os direitos do nome do Estádio José Alvalade, Academia e Pavilhão João Rocha, assim como a realização de concertos e grandes eventos nas instalações do clube.

Igualmente no capítulo financeiro, o atual presidente e recandidato preconiza o reforço das “operações que permitam a capacidade de exercício das opções de compra de valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis, até meados do mandato seguinte, que conduzirão à manutenção do controlo da maioria do capital da Sporting SAD”.

Merecemos a confiança dos sócios do Sporting que, em 2013, sufragaram o nosso programa eleitoral. Este apontava objetivamente 120 medidas que nos propusemos realizar e que hoje podem ser facilmente escrutinadas”, referiu Bruno de Carvalho.

O dirigente leonino acrescentou ainda que “chegou a hora de prestarmos contas e também de reafirmar a nossa disponibilidade para continuar a missão que nos confiaram, porque se já demos rumo ao nosso clube, queremos agora manter, mais do que nunca, o Sporting no rumo certo!”.

Bruno de Carvalho, presidente do clube desde 2013, e Pedro Madeira Rodrigues são, até ao momento, os candidatos anunciados à liderança do emblema leonino.

Há quase quatro anos, Bruno de Carvalho venceu as eleições com 53,36% dos votos, impondo-se a José Couceiro, que obteve 45,35% e a Carlos Severino, que conseguiu 1,02%.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.