O mau tempo que se fez sentir sábado passado, atingiu parte dos telhados da escola Alfredo da Silva, no Barreiro. Uma situação que se repete pela terceira vez, desde as obras que a escola sofreu o ano passado.

Na sequência do mau tempo e do vento que se fez sentir no Barreiro, parte do Telhado da escola Alfredo da Silva, voou esta manhã, sendo que com esta, já se contam três as vezes que esta situação se verificou.

A escola sofreu obras o ano passado para retirada das placas de fibrocimento, sendo que logo a seguir, em janeiro, algumas telhas caíram, cenário que se repetiu no início deste mês e que levou ao encerramento temporário da escola.

No sábado passado, a história repetiu-se, o que deixou a Associação de Pais preocupada, tal como se pode sentir nas palavras à Lusa da representante Sandra Ferreira “Voaram chapas enormes de telhado, que vieram parar cá abaixo. Uma das passagens que liga dois blocos voou, assim como o telhado da papelaria. Se tivesse acontecido numa sexta-feira ou num qualquer outro dia de semana seria uma tragédia”.

Já a diretora do estabelecimento escolar, Ana Paula Costa, garantiu à Lusa que a escola tinha já “a garantia da Direção Regional dos Estabelecimentos de Ensino (DGeSTE) de que iriam arrancar na segunda-feira as obras na zona que não tinha sido ainda intervencionada e não era expectável que isto acontecesse.”

Espera-se agora que as obras de arranjo da zona destruída comecem já no início da próxima semana, não se sabendo para já quando poderão os 700 alunos que frequentam a escola regressar ao espaço.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.