O segundo dia de testes com pilotos de de MotoGP ™em  KymiRing decorreu com tempo seco e, com isso, usufruir melhor da pista.

A melhor volta pertenceu ao piloto de testes da Aprilia, Bradley Smith, que colocou a fasquia em  1: 47.540.O segundo mais rápido, a 0,324seg, foi Stefan Bradl, recuperado da queda do dia anterior e sem usar a nova caixa de velocidades da Honda.

O ducatista, Michele Pirro, teve um dia em cheio de ação, testou também uma nova caixa de velocidades para a Ducati , novas carenagens e caiu curva 11 mas acabou em  terceiro nos testes    Sylvain Guintoli,  que acabou de ser anunciado como o substituto de Joan Mir na Suzuki para o Grande Prêmio da Inglaterra, terminou o dia a pouco mais de um décimo de Pirro em quarto.

Mika Kallio, na KTM, foi novamente o primeiro piloto em pista, nesta terça-feira, para deleite dos fãns finlandeses, foi quem completou o maior número de voltas 36.

O piloto da Yamaha, Jonas Folger, ficou apenas a um décimo de Kallio. de salientar que todos pilotos ficaram separados por pouco mais de um segundo e meio.

Com os dados recolhidos pela  Michelin e pelas marcas presentes o trabalho vai continuar para a estreia de KymiRing no calendário de MotoGP ™.

Bradley Smith: “Na geralidade, estamos muito felizes com o teste, fomos capazes de testar a pista com chuva e seca, para a Michelin conseguimos recolher informações em ambas as condições. “Para o MotoGP a pista é pequena e técnica, a as primeiras cinco curvas são muito boas, e o Sector 3 também gosto muito. Os Setores 2 e 4 são bastante técnicos. Gosto porque é diferente e no  Campeonato do Mundo é importante ter circuitos diferentes e um desafio diferente para os pilotos “.

Stefan Bradl: “Sofrendo um pouco com o clima de ontem, não foi tão fácil encontrar as afinações. Mas temos alguns dados, as primeiras impressões e temos de dar os parabéns pela construção desta grande pista aqui na Finlândia, as pessoas são muito animadas e é ótimo  terem aqui um GP. “Do ponto de vista do piloto, é um circuito bastante lento em algumas partes e há muitas mudanças de direção. É difícil dizer mais agora devido às condições atmosféricas não podemos andar a 100% na pista, mas as primeiras impressões são boas.”

Timo Pohjola, Diretor do KymiRing Circuit: “Acho que estes dois dias mostraram a todos o que conseguimos e o trabalho que fizemos. Estamos agora a caminho do primeiro GP finlandês e, apesar de muito trabalho que  ainda tem de  ser feito, estes dias mostram que estamos no caminho certo. “Tenho a certeza que perceberam que hoje é terça-feira, dia de trabalho, mas mesmo assim a área dos espectadores estava cheia de fãns … acho que isso demonstra a todos o quão importante é ter aqui o MotoGP!”

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui