foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVE

Maverick Viñales (Monster Energy Yamaha MotoGP) venceu com autoridade o Grande Prémio Motul TT Assen, depois das três corridas anteriores em que o azar lhe bateu à porta, seguido do Campeão em titulo Marc Marquez (Repsol Honda Team) com o rookie Fabio Quartararo (Petronas Yamaha SRT) a ocupar a terceira posição do pódio.

O rookie Fabio Quartararo, partia da pole-position pela segunda vez consecutiva, a anterior tinha sido na corrida de Barcelona e,  com 20 anos e 70 dias, batia o recorde de Marc Marquez de 2013 quando conseguiu a pole nas corridas de Silverstone e Missano com20 anos e 210 dias.

Mas Alex Rins (Team Suzuki Ecstar), não quis saber dos números anteriores e fez o holeshot partindo da terceira posição da na grelha, ao homem da Suzuki juntou-se o seu companheiro de equipa, Joan Mir desta forma  a formação oficial da Suzuki ocupava surpreendentemente as duas primeiras posições. Quartararo que arrancava da pole-position, passou para terceiro, com o vencedor da corrida Viñales, atrás de Marquez e  Andrea Dovizioso (Ducati Team) a pressionar o seu companheiro de equipa Danilo Petrucci.

No início da segunda volta, Viñales passou Marquez, mas o foco estava no líder  Rins que pouco depois cai … deixando Mir sob a pressão a liderar  pela primeira vez uma corrida da categoria rainha.  Quartararo era segundo e nesta  altura tínhamos dois rookies nas duas primeiras posições com Viñales em segundo e Marquez terceiro. Mir começa a sentir a pressão e passa para quarto lugar, Dovizioso passa o companheiro de equipa Petrucci para começar ao ataque aos homens da frente.

Viñales, prevenindo-se de mais azar assumiu a liderança, seguido por Quartararo, Marquez e Dovizioso a uma curta distância do número #12 da Yamaha.  As posições mantiveram-se assim durante grande parte da corrida.

A seis voltas do final, o trio continuava junto com  Viñales  gradualmente a ganhar  décimas de segundo e a afastar-se e a vencer confortavelmente a corrida com quase cinco segundos de avanço o espanhol comemorou em grande estilo.

Foi a  sua primeira vitória desde Phillip Island no ano passado, a primeira da temporada da Yamaha.Quartararo alcançou o seu segundo pódio consecutivo terminando em terceiro, continuando a fazer ondas no MotoGP ™. Dovizioso terminou à beira do pódio depois da batalha com Petrucci e Franco Morbidelli (Petronas Yamaha SRT) acabou por bater Petrucci acabando nos cinco primeiros e assim  igualar o seu melhor resultado de sempre da classe rainha.

Cal Crutchlow (LCR Honda Castrol) recuperou posições da grelha de partida, não caiu e acabou na  P7 com o Mir em oitavo, e Jack Miller (Pramac Racing) a cruzar a linha em nono depois de mais um fim-de-semana difícil. Andrea Iannone (Aprilia Racing Team Gresini) parece ter ultrapassado os problemas iniciais de adaptação à Aprilia e de lesões,  de completou os dez primeiros e o seu  melhor resultado da temporada até ao momento.

Pol Espargaró (Red Bull KTM Factory Racing), conseguiu a P11 aproveitando-se da    luta entre Aleix Espargaró (Aprilia Racing Team Gresini) e do português melhor Miguel Oliveira (Red Bull KTM Tech 3), que terminou na P13, ultrapassando na perto da linha de meta Francesco Bagnaia (Pramac Racing) com Hafizh Syahrin (Red Bull KTM Tech 3) a terminar na P15 nos pontos.

Classificação da corrida

Classificação do campeonato MotoGP

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui