foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

25 anos depois o MotoGP está de volta a território indonésio para cumprir aquela que é a segunda prova do campeonato do mundo 2022. Juntamente com o moderno ‘paddock’ estará Miguel Oliveira que, na sua 12ª temporada no campeonato, alinha pela quarta vez na categoria maior do motociclismo mundial.

Com duas visitas ao traçado de Sentul nos anos de 1996 e 1997, o campeonato regressa a paragens indonésias para se estrear no novo Pertamina Mandalika, circuito que acolheu também a derradeira ronda de testes antes do arranque do campeonato no circuito de Losail, no Qatar, no início deste mês de Março.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory Racing): ‘Os três dias de testes que aqui realizámos foram muito positivos e levámos boas sensações e informações que vão ser certamente úteis para este fim‑de‑semana. A simulação de corrida que realizámos então foi muito boa e agora teremos que colocar tudo em prática de forma correcta. Vai ser um desafio para todos nós, mas a consistência tem que ser a palavra de ordem para este arranque de campeonato e quero pontuar sólido aqui.’

Com 11 curvas para a direita e seis para a esquerda, o traçado localizado em Lombok acolhe o regresso do mundial ao ‘outro lado do mundo’, o qual não visita desde 2020, quando a pandemia do Covid-19 parou o planeta e, por arrasto, o campeonato do mundo. A paixão dos indonésios pelo motociclismo em geral e pelo MotoGP em particular é reconhecida mundialmente e, por isso, pilotos e equipas esperam igualmente receber um verdadeiro ‘banho de público’ ao longo de todo o fim-de-semana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui