O estado da Austrália Ocidental ordenou, em Janeiro, a captura de tubarões com mais de três metros para proteger banhistas.

Uma mulher, com cerca de 60 anos, morreu depois de ter sido atacada por um tubarão quando nadava com um grupo de pessoas numa praia da costa do sudeste da Austrália, informou a imprensa local.

O grupo encontrava-se a aproximadamente cem metros ao areal da praia de Tathra, a 423 quilómetros a sul de Sydney, quando a mulher foi arrastada pelo que se acredita ter sido um tubarão, indicaram os seus companheiros, que deram o alarme. As equipas de resgate encontraram mais tarde restos humanos na zona onde a mulher desapareceu, segundo a cadeia televisiva ABC.

“Perante a informação inicial de que dispomos não esperamos um resultado favorável”, disse o inspetor da polícia da localidade de Bega, Jason Edmunds.

O incidente ocorreu um dia depois de as autoridades terem recuperado, a sul de Perth, no oeste do país, partes do corpo de uma mergulhadora de 38 anos que desapareceu no passado fim de semana e que terá sido atacada por um tubarão tendo em conta as marcas que o cadáver apresenta. Desde então cerca de uma centena de tubarões foram capturados nas zonas costeiras perto de Perth, onde foram colocados sistemas de anzóis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui