Centenas de professores reuniram-se em frente à Assembleia da República esta quinta-feira tal como havia sido solicitado pelo FENPROF e outras organizações sindicais dos professores, para manifestar a sua indignação contra a prova de avaliação de competência e conhecimentos que o Ministério da Educação pretende levar a cabo.

Centenas de professores foram impedidos de permanecer nas galerias da Assembleia da República, tendo ficado na porta lateral de acesso. Contrariamente ao que esperavam não puderam assistir à discussão parlamentar sobre as duas petições lançadas pela FENPROF contra a instituição da prova para professores contratados.

Ao mesmo tempo no exterior da Assembleia faziam-se ouvir os protestos de centenas de professores vindos de diversos locais do país, sendo visível a sua indignação. À voz dos professores juntaram-se alguns alunos da Escola de Música e Conservatório Nacional de Lisboa, que entendem que as modificações impostas por Crato também atingem o sucesso dos alunos.

Apesar de esta semana milhares de professores com 5 ou mais anos de serviço terem sido dispensados da prova de avaliação de competências, os professores aderiram a manifestação lutando contra as medidas que têm vindo a ser impostas contra a dignificação de uma profissão nobre.

Por Mara Pereira - iPressGlobal
Foto: sol.Sapo.pt

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui