Fotos: Mário Tavares / iPG //

FC Porto coloca pressão no SL Benfica depois de vencer o Rio Ave por 4-2.

O FC Porto cumpriu com o que lhe era exigido: venceu! Ainda assim e apesar da vitória por números folgados, o Dragão sofreu para levar de vencida a equipa Vilacondense que se apresentou com muita personalidade e que disputou o jogo até ao apito final.

A partida começou bastante repartida com os portistas a terem imensas dificuldades para dominarem o jogo. Com um futebol muito vertical, o FC Porto era mais objectivo na busca do golo, acabando por inaugurar o marcador aos 18′ por intermédio do central Felipe num lance de bola parada, aliás três dos quatro golos portistas foram na sequência de bolas paradas. Pairava no ar a ideia que o mais difícil estava feito e que era hora de gerir a partida, mas foi exactamente o contrário que aconteceu. O Rio Ave não baixou os braços nem tão pouco se intimidou e a espaços começou a aparecer nas redondezas da baliza portista. Aos 34′ o Dragão gelou, o Rio ave restabeleceu a igualdade com uma enorme ajuda de Casillas que entregou de bandeja o golo a Guedes que só teve encostar, resultado que se manteve até ao intervalo.

Apesar dos protestos dos adeptos portistas, Jorge Sousa ajuizou muito bem o lance da grande penalidade

Rio Ave teve 51% de posse de bola

Tal como na primeira parte, o Rio Ave entrou por cima na segunda e logo no reatar da partida uma grande penalidade convertida por Roderick consumou a reviravolta no marcador. A vantagem vilacondense teve pouco tempo de vida, porque cerca de seis minutos depois, o FC Porto voltou a empatar a partida e de novo de bola parada, desta vez foi o outro central azul-e-branco a marcar, Marcano. O golo teve o condão de acordar o Dragão, que impôs mais velocidade nas transições e começou a mandar no jogo. O FC Porto atravessava nesta altura a melhor fase da partida e aos 62′ Danilo colocava os portistas de novo na liderança, com uma cabeçada certeira após um canto cobrado por Alex Telles.

A vencer a equipa comandada por Nuno Espírito Santo optou por recuar as linhas e manter um bloco defensivo bastante junto para evitar nova surpresa, por seu turno o Rio Ave não deixou de procurar a igualdade. Ao cair do pano o FC Porto pôde finalmente respirar de alívio com o golo do jovem Rui Pedro, selando o resultado final em 4-2.

Com esta vitória o FC Porto consolida ainda mais o segundo posto na Liga NOS, ficando apenas a 1 ponto do SL Benfica que apenas joga amanhã.

iPG

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.