Depois do teste de rotina anti-doping realizado no dia 3 de Novembro 2019 no  Grande Prémio da Malásia em Sepang como noticiámos, Andrea Iannone acusou uma substância proibida pela WADA pelo que foi suspenso provisoriamente no dia 17 de dezembro de 2019.

Na altura Iannone solicitou a análise da sua amostra B, mas verificou-se que também confirmou o resultado da análise da amostra A.

Na sede da FIM e na presença de um painel composto por três juízes do Tribunal Internacional de Disciplina (CDI) no dia 4 de Fevereiro Andrea Iannone teve a oportunidade de explicar as suas razões.

Depois da audiência,  a CDI  ficou a analisar a situação e os argumentos do piloto, mas este  vai continuar suspenso até que uma decisão final do seja proferida,  pelo que Andrea Iannone  encontra-se impedido de participar em qualquer atividade ou competição relacionada com o motociclismo. razão pela qual não participará nos testes em Sepang  nos dias 7-9 Fevereiro.

O  Código Mundial Antidopagem e o Código FIM Antidopagem, informa que a FIM não pode fornecer mais  informações  adicionais.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui