foto: ALPHA ONE MEDIA / CHRISTOPHER REEVES

Pela primeira vez desde Phillip Island 2014, a Yamaha ocupou os  três lugares do pódio

Fabio Quartararo (Petronas Yamaha SRT) dominou completamente o Gran Premio Red Bull da Andaluzia, seguido dos colegas com motas oficiais  Maverick Viñales  e Valentino Rossi (Monster Energy Yamaha MotoGP) envolvidos no final numa  luta memorável pelo pódio – este que é o primeiro pódio do Doctor desde 2019  no GP das Americas GP

Quartararo conseguiu o melhor arranque partindo da pole-position,  acompanhado por Rossi que partira da P4, mas logo na 1ª curva, como descrito na peça anterior, Miguel Oliveira (Red Bull KTM Tech3) que partira da sua melhor classificação de sempre, cai  na curva 1, albaroado por Brad Binder (Red Bull KTM Factory Racing) que também provoca a saída de pista de  Bradley Smith (Aprilia Racing Team Gresini). O piloto português ficou fora da corrida e, Smith viu comprometida a sua corrida ao ser relegado para a última posição.

As Yamaha lideradas por Quartararo, Viñales e Rossi, abriram logo no inicio da corrida, uma  ligeira margem  para os dois pilotos da Pramac Racing, Jack Miller e Francesco Bagnaia.

À volta 4, Quartararo já dispõe de uma vantagem de 1,5 segundos para a dupla Rossi e Viñales com o espanhol a não conseguir ultrapassar o Doctor e a ser apertado pela dupla da Pramac Racing .

Na 6ª volta a liderança do francês era de quase três segundos.

A 10 voltas do final, a liderança de Quartararo parecia inexpugnável, com Bagnaia a superar Miller e Viñales. No entanto, o calor escaldante da Andaluzia com algumas partes da pista a atingir uns incríveis 63 graus iria fazer estragos, com  Miller a cair na curva 9, e Bagnaia continuou a pressão e ultrapassou  a Viñales no início da voltae pouco depois o seu  companheiro de equipa Rossi conseguindo o  segundo lugar.

Franco Morbidelli ( Petronas Yamaha SRT) com uma corrida de trás para afrente era o homem mais rápido em pista, em busca do seu primeiro pódio em MotoGP ™. Mas ainda não foi desta vez, pois a nove voltas do final acabou fora de pista com problemas de motor. Mas não foi apenas o  coração de Morbidelli que foi partido, a 6 voltas do final também o seu compatriota Pecco Bagnaia terminaria a corrida por problemas de motor na sua Ducati  GP20  quando ocupava a P2.

Takaaki Nakagami  (LCR Honda IDEMITSU) conseguiu a sua melhor posição P4 na classe rainha seguido de Joan Mir (Team Suzuki Ecstar) igualou o bom resultado alcançado na semana passada,  e Andrea Dovizioso (Ducati Team) recuperou da P14 e terminou em  em sexto em Jerez, depois de um terceiro lugar no fim de semana passado. Pol Espargaró (Red Bull KTM Factory Racing) terminou na P7 com a única KTM a terminar um dia difícil para a fábrica austríaca, depois das quedas de  Oliveira, Binder e Iker Lecuona (Red Bull KTM Tech3) .

Depois destes dois fins de semanas  incríveis, em Jerez , os pilotos agora têm um merecido fim de semana antes do Monster Energy Grand Prix České republiky – Brno  prova que se realiza entre os dias 7 e 9 de Agosto

Classificações MotoGP™        Classificação Geral MotoGP™

Classificações Moto2™          Classificação Geral Moto2™

Classificações Moto3™         Classificação Geral Moto3™

Classificações MotoE™         Classificação Geral MotoE™

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui