Ana Carrasco (DS Junior Team) é a nova campeã do mundo do FIM Supersort 300, conquistando o título na última prova  no circuito de Nevers-Magny-Cours.

Desde que entrou no recém-criado campeonato no início de 2017, aqui está o seu caminho para a história, ao ser a primeira mulher a vencer um campeonato mundial FIM :

02 de abril de 2017: Ana CArrasco junta-se aos 33 pilotos da grelha do WorldSSP300, correndo pela equipa ETG Racing. Ansiosa por  impressionar numa corrida cheia de jovens talentos, Carrasco mostra os primeiros sinais do seu talento ao conseguir  um promissor décimo lugar no MotorLand  de Aragon. Um bom resultado em casa, mas que iria melhorar na corrida seguinte no TT Assen, onde terminou em sétimo.

Setembro 17 th de 2017: No seu primeiro ano no  WorldSSP , Ana Carrasco foi evoluindo  todos os  fins de semana, até atingir o pico de forma no chegar ao circuito Português no  Autódromo Internacional do Algarve (AIA)  então com 20 anos, conseguiu a Superpole. Perdeu no arranque 3 posições, mas mesmo assim conseguiu ficar no  grupo da frente durante toda a corrida, até que na última curva da última volta, passou para a liderança e tornou-se a primeira piloto a vencer uma corrida de um campeonato mundial de motociclismo.

13 de Maio th , 2018: Em 2018, Ana Carrasco foi para a equipa de David Salom (DS Junior Team), tendo como companheiro de equipa Dorren Loureiro. Os resultados foram imediatos,  terminou em sexto e quarto lugar, respectivamente nas duas primeiras corridas em Espanha e na Holanda.

Na corrida seguinte em Imola, dominou completamente a Superpole 1 e conquistou a sua  primeira pole position com  quase um segundo de vantagem, venceu naturalmente  a corrida e conseguiu a liderança do campeonato por três pontos sobre Luca Grunwald (Equipe Freudenberg KTM WorldSSP).

27 de maio de 2018 : Duas semanas depois, Carrasco fez o impensável em Donington Park: a pole position (sua segunda), a volta mais rápida, liderou durante toda a corrida e, o mais importante, venceu a sua corrida consecutiva no WorldSSP300. A vantagem de 3 pontos de repente passou para 22 pontos, quando faltavam  apenas quatro corridas para o final do campeonato.

Setembro 30 th , 2018: Passado pouco mais de um ano depois sobre a sua primeira vitória, Ana Carrasco conseguiu ir mais longe e em Magny-Cours e, tornou-se a primeira piloto do sexo feminino a ganhar um campeonato mundial de motociclismo. Com apenas 21 anos de idade, o céu é o limite para a campeã.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.